Notícias » Interior

 

Últimas notícias

  • 10/11 15:04 - Mais de 100 toneladas de lixo são encontradas em penitenciárias de Itamaracá

    Continuar lendo
  • 9/11 21:13 - Mega-Sena especial tem 3 sorteios e prêmio de R$ 55 milhões nesta semana

    Continuar lendo
  • 9/11 21:09 - Campanha contra câncer de próstata do Hospital Português vai atender até 300 homens

    Continuar lendo
  • 9/11 21:08 - Atentado com mulheres-bomba deixa 4 mortos no Camarões

    Continuar lendo
  • 9/11 21:06 - OAB fechará posição sobre apoio ou não ao impeachment no início de dezembro

    Continuar lendo
  • 9/11 21:04 - Relator setorial do Bolsa Família contraria Barros e rejeita corte

    Continuar lendo
  • 9/11 20:59 - UPE começa a divulgar os cartões de inscrição do SSA3

    Continuar lendo
  • 9/11 20:58 - Agência do Trabalho oferece vagas de emprego em Santa Cruz do Capibaribe

    Continuar lendo
  • 9/11 20:57 - Duas mulheres morrem após colisão entre carro e cavalo em Garanhuns

    Continuar lendo
  • 9/11 20:56 - Família diz que menino morreu atropelado por metrô no Recife

    Continuar lendo

Pula-pula: delegado diz que mãe teria saído para beber e abandonado a criança

Terça-feira, 3 de Novembro de 2015 às 21:14

Prestaram depoimento, nesta terça-feira (3), os pais do menino de 3 anos encontrado sem vida dentro de um pula-pula em Sirinhaém, na Zona da Mata Sul de Pernambuco. A dona do brinquedo inflável, Maria Nazaré Bezerra, de 50 anos, também foi ouvida. Após o interrogatório, o delegado responsável pelas investigações do caso, Carlos Veloso Lopes, informou à TV Jornal "que houve abandono de incapaz”: "A informação inicial que chegou é que a mãe tinha saído para beber quando perdeu a criança”, conta o policial.

 

Ele não esclareceu como o menino chegou até o brinquedo, mas reforçou a informação passada ontem por nossa equipe de que o menino não morreu asfixiado. "A perícia identificou que ela morreu de traumatismo craniano. Ninguém vai sofrer um traumatismo craniano dentro de um brinquedo de plástico, de borracha”, afirma o delegado.

Veloso investiga a hipótese do corpo do menino ter sido colocado dentro do brinquedo e reclama do fato de ter perdido algumas possíveis provas do crime depois que a população queimou o pula-pula em forma de protesto. “Prejudicou porque se você parte para esta linha de investigação que foi um traumatismo e vai caçar uma digital, não tem mais”, lamenta.

A proprietária do brinquedo reforçou a teoria do policial ao afirmar que dobrou o equipamento e não notou a presença de nenhum corpo. “Eu desarmei, esperei ele murchar, enrolei e fui para casa. Não tem lógica, eu fechar e não ver uma criança. Com convicção em Deus, eu não fiz isso”, afirma Maria Nazaré.

Nesta tarde, a mãe e prima do garoto e foram chamadas para prestar um novo depoimento. Segundo o delegado, houve contradições nas ouvidas desta manhã.

Entenda o caso- Paulo Henrique dos Santos Ferreira, 3 anos, foi encontrado sem vida na manhã do último domingo (1º), no município de Sirinhaém, na Zona da Mata Sul de Pernambuco. De acordo com a família da vítima, o garoto estava na praça da cidade, acompanhado pela mãe, quando a mulher resolveu catar latas no chão, na noite do sábado (31), e perdeu o filho. Os familiares procuraram pela criança durante toda a madrugada. Até um carro de som chegou a ser usado na tentativa de localizar o garoto. Na manhã do domingo, ao refazerem o caminho percorrido por Patrícia com o filho, os familiares encontraram uma sandália perto do brinquedo. Ao desenrolarem o equipamento, encontraram a criança morta. A polícia investiga esta versão.

© Verdade FM
BRLOGIC