Notícias » Esportes

 

Últimas notícias

  • 10/11 15:04 - Mais de 100 toneladas de lixo são encontradas em penitenciárias de Itamaracá

    Continuar lendo
  • 9/11 21:13 - Mega-Sena especial tem 3 sorteios e prêmio de R$ 55 milhões nesta semana

    Continuar lendo
  • 9/11 21:09 - Campanha contra câncer de próstata do Hospital Português vai atender até 300 homens

    Continuar lendo
  • 9/11 21:08 - Atentado com mulheres-bomba deixa 4 mortos no Camarões

    Continuar lendo
  • 9/11 21:06 - OAB fechará posição sobre apoio ou não ao impeachment no início de dezembro

    Continuar lendo
  • 9/11 21:04 - Relator setorial do Bolsa Família contraria Barros e rejeita corte

    Continuar lendo
  • 9/11 20:59 - UPE começa a divulgar os cartões de inscrição do SSA3

    Continuar lendo
  • 9/11 20:58 - Agência do Trabalho oferece vagas de emprego em Santa Cruz do Capibaribe

    Continuar lendo
  • 9/11 20:57 - Duas mulheres morrem após colisão entre carro e cavalo em Garanhuns

    Continuar lendo
  • 9/11 20:56 - Família diz que menino morreu atropelado por metrô no Recife

    Continuar lendo

Para Martelotte, Santa com Bileu não fica menos ofensivo

Quinta-feira, 5 de Novembro de 2015 às 20:20

Um segundo volante não vai deixar o Santa Cruz mais defensivo no jogo com o Bahia neste sábado (7), em Salvador. A frase sintetiza o que pensa o técnico Marcelo Martelotte, que gastou a primeira parte de sua entrevista nesta quinta-feira para desconstruir a ‘Teoria do Defensivismo’. Para ele, Bileu no lugar de Daniel Costa faz do Tricolor um time mais combativo, forte fisicamente. Porém, mais cauteloso do que se deve ser, nunca.

O treinador ressalta que seu time tem uma identidade. E isso é maior que um ou dois nomes. “Independente da formação, o time hoje tem uma personalidade de quem busca o jogo, uma característica ofensiva e isso não vai mudar. Um ou dois jogadores não vai fazer com que nosso time tenha uma postura mais defensiva”, ressaltou.

Ele reconhece a qualidade do adversário, sabe do potencial ofensivo e a ênfase na marcação não é novidade quando se trata do Santa Cruz sob seu comando. Por isso ele lembrou de situações em que o time venceu e destacou justamente o aspecto defensivo como fundamental para conquistar os três pontos.

“Trabalhamos para enfrentar qualquer equipe sabendo se defender bem e, ao mesmo tempo, tendo oportunidade para sair e jogar. Treinamos em cima do que o Bahia produz mas muito mais em cima de nossa postura”, pontuou.

A receita que ele espera do time é o equilíbrio entre tirar o espaço do adversário quando ele estiver com a bola e criar situações de finalização quando estiver com ela. E, na sua concepção de jogo esse equilíbrio não pode ser atingido apenas pensando em atacar. “Já viemos aqui várias vezes explicar uma vitória a partir do momento em que o time se defendeu bem. Um time não existe ofensivamente sem equilíbrio e isso passa por marcar o adversário”.

© Verdade FM
BRLOGIC